O Vídeo Que Você Precisa Assistir – Albert Bartlett – A conta do mundo que não fecha

Esse vídeo é muito impressionante. Albert Allen Bartlett é professor de física da Universidade de Colorado em Bolder nos Estados Unidos. Suas palestras são famosas por falarem sobre a relação entre aritmética, população e energia. Ele considera que a combinação das palavras “crescimento sustentável” é uma contradição, já que mesmo uma porcentagem modesta de crescimento populaciona anual levará inevitavelmente a um enorme crescimento exponencial ao longo dos tempos. Ele considera que a super população humana é “O Maior Desafio” que a humanidade enfrenta no momento.

“The greatest shortcoming  of the human race is our  inability to understand  the exponential  function.” – Prof.  Al Bartlett

O vídeo está em inglês, mas para facilitar é possível clicar no botão CC. Assim você verá uma legenda também em inglês.

A aula está dividida em oito vídeos.

Parte 1/8

Parte 2/8

Parte 3/8

Parte 4/8

Parte 5/8

Parte 6/8

Parte 7/8

Parte 8/8

Fonte: Wonderingming42

Da Servidão Moderna – legendado

A Servidão Moderna de Jean-François Brient é um livro e um documentário de 52 minutos produzidos de maneira completamente independente; o livro (e o DVD contido) é distribuído gratuitamente em certos lugares alternativos na França e na América latina. O texto foi escrito na Jamaica em outubro de 2007 e o documentário foi finalizado na Colômbia em maio de 2009. Ele existe nas versões francesa, inglesa e espanhola. O filme foi elaborado a partir de imagens desviadas, essencialmente oriundas de filmes de ficção e de documentários.

O objetivo principal deste filme é de por em dia a condição do escravo moderno dentro do sistema totalitário mercante e de evidenciar as formas de mistificação que ocultam esta condição subserviente. Ele foi feito com o único objetivo de atacar de frente a organização dominante do mundo.

No imenso campo de batalha da guerra civil mundial, a linguagem constitui uma de nossas armas. Trata-se de chamar as coisas por seus nomes e revelar a essência escondida destas realidades por meio da maneira como são chamadas.  A democracia liberal, por exemplo, é um mito já que a organização dominante do mundo não tem nada de democrático nem de liberal. Então, é urgente substituir o mito de democracia liberal por sua realidade concreta de sistema totalitário mercante e de expandir esta nova expressão como uma linha de pólvora pronta para incendiar as mentes revelando a natureza profunda da dominação presente.